Histórico

Em 1856 chega ao Brasil o fidalgo Ernest Huet, surdo francês,trazendo alfabeto manual francês e alguns sinais da Língua Francesa de Sinais para o Brasil, dando origem à Língua de Sinais Brasileira .

Em 1857 é fundado o Instituto dos Surdos-Mudos do Rio de Janeiro, atual Instituto Nacional de Educação dos Surdos (INES) e de onde partiram os líderes que têm divulgado durante muitos anos a língua de sinais em todo o país.

Em 1881, é proibido o uso da Língua de Sinais no Brasil, dentro do Instituto Nacional de Educação de Surdos.

1977 – Criado no Rio de Janeiro a Federação Nacional de Educação e Integração dos Deficientes Auditivos, FENEIDA (Federação Nacional de Educação e Integração dos Deficientes Auditivos), administrada e com diretoria de ouvintes (pais e professores).

Final da década de 70 - Indroduzida a Comunicação Total no Brasil sob a influência do Congresso Internacional de Gallaudet.

1981 - Início das pesquisas sistematizadas sobre a Língua de Sinais no Brasil.

1982 - Elaboração em equipe de um projeto subidiado pela ANPOCS e pelo CNPQ intitulado “Levantamento linguístico da Língua de Sinais dos Centros Urbanos Brasileiros (LSCB) e sua aplicação na educação”. A partir desta data, diversos estudos lingüísticos sobre Libras são efetuados.

1983 - Criação no Brasil da Comissão de Luta pelos Direitos dos Surdos.

1986 – O Centro SUVAG (PE) faz sua opção metodológica pelo Bilingüismo, tornando-se o primeiro lugar no brasil em que efetivamente esta orientação passou a ser praticada.

1987 - Criação da Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos (Feneis), EM 16/05/87, sob a direção de surdos em São Paulo

A Feneis é fundada em 1987, só depois de 100 anos da proibição do uso da Língua de Sinais no Brasil, por um grupo de três surdos no Rio de Janeiro,  que tomaram o poder ao extinguirem a FENEIDA. Este é o marco de quando o surdo passa a gerenciar sua própria identidade e comunidade.

1991 – A Libras é reconhecida oficialmente pelo Governo do Estado de Minas Gerais (lei nº 10.397 de 10/1/91).

1994 - Começa a ser exibido na TV Educativa o programa Vendo Vozes (out/94 a fev/95), usando a Língua de Sinais Brasileira.

1995 - Criado por surdos no Rio de Janeiro o Comitê Pró-Oficialização da Língua de Sinais.

1996- São iniciadas, no INES, em convênio com a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), pesquisas que envolvem a implantação da abordagem educacional com Bilingüismo em turmas da pré-escola, sob a coordenação da lingüista Eulália Fernandes.

1998 – TELERJ – do Rio de janeiro, em parceria com a Feneis, inaugurou a Central de atendimento ao surdo – através do número 1402, o surdo em seu TS (Telefone para Surdos), pode se comunicar com o ouvinte em telefone convencional.

1999- Em março, começam a ser instaladas em todo Brasil telessalas com o telecurso 2000 legendado.

                        2000 – Closed Caption, ou legenda oculta, ela transcreve o que é dito. Após três anos de funcionamento no Jornal Nacional ela é disponibilizada aos surdos também nos programas Fantástico, Bom Dia Brasil, Jornal Hoje, Jornal da Globo e Programa do Jô. É o fim da TV “muda”.

                        Regulamentação da Carreira de Intérprete, todas as mensagens publicitárias do governo, incluindo as campanhas eleitorais, já têm obrigatoriedade de exibirem legendas ou tradução pela Libras.

 2002 – Lei da Libras  que oficializa como a primeira língua dos Surdos .

 2004 – Lei que oficializa o intérprete como profissão .

2005 – A Libras deve ser inserida como disciplina curricular obrigatória nos cursos  de formação de professores.

2006 – Lei que institui o ensino da Libras na grade curricular da rede pública de ensino do estado do Rio de Janeiro .

2007 – Lei para a criação da  central de intérpretes da Libras e Guias intérpretes.

                        Lei que decreta o dia 26 de setembro como o dia do surdo .

 2008 – Lei que autoriza a contratação pelo Poder Executivo de intérpretes da Libras .

                                      –  Oficialização do Dia Nacional do Surdo (Lei 11.976/2008),

 2009-Criado a central de intérpretes da Libras e guias intérpretes.

2012 – Haddad assina compromisso em manter e apoiar escolas Municipais de Educação Bilíngue para Surdos ( EMEBD).

 Minhas fontes são vários livros e sites.

Peguei estas informações em diferentes lugares . 

Responses

  1. Olá Joyce e esposo,
    Gostei muito de seu site, especialmente pelos textos objetivos e agradáveis de ler. Nesses dias escrevi um texto em meu blolg sobre educação de surdos e tomei a liberdade de colocar um link de seu site como indicação de leituras. O texto que produzi é de um iniciante e, por isso, acolhe sugestões. Abs.

    • Oi Francisco !
      Eu li o seu testemunho no seu Blog , foi muito bom você ter exposto . Eu fiz comentários do seu texto e enviei pelo seu e-mail , mas voltou , você tem outro e-mail p/ me passar ? Assim escrevo outra vez . Grata .


Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

%d bloggers like this: