Koller presente na inauguração da “Casa adaptada ao bebê surdo e seus familiares”, criada pela ECS Rio Branco.

A ECS Rio Branco, uma escola para crianças e bebês surdos que hoje é referência na educação dos surdos não só no Brasil, mas mundialmente, inaugurou  a “Casa adaptada ao bebê surdo e seus familiares”, que ficará em constante exposição e será o local de atendimento da fonaudióloga Sandra. O objetivo é conscientizar as famílias da necessidade de alguns equipamentos e medidas simples poderão facilitar muito a vida do bebê como de seus familiares. Na casa, existem vários equipamentos e também são dadas sugestões de disposição dos móveis, além de filmes em Libras que irão contribuir na interação do bebê com seus familiares surdos, entre eles destacamos:

•Telefone para surdos no quarto dos pais: permitirão que os pais se comuniquem em qualquer momento com hospitais, médicos, familiares, etc ou qualquer emergência que se tem principalmente com bebês pequenos.

•Relógio despertador vibratório, trazendo pontualidade e independência para os pais surdos, •Babá eletrònica: uma luz acende quando o bebê chora, facilitando para a mãe ouvir e atender a criança imediatamente.

 •Vídeos de desenhos infantis em Libras para o bebê se desenvolver desde cedo na linguagem dos surdos. Segundo a assessoria da escola, durante essas três décadas, a ECS Rio Branco sempre promoveu atividades para estimular os alunos, incluí-los socialmente e fazer com que desenvolvam seus talentos. Desde 2001, atua, também, com crianças de 0 a 3 anos, no “Programa de Estimulação do Desenvolvimento”. A iniciativa possibilita que os pequeninos, por meio do contato freqüente com usuários fluentes da Língua  de Sinais Brasileiras  (Libras), tenham um desenvolvimento de língua e linguagem adequado. A comunidade surda tem grande respeito pelo trabalho da ECS Rio Branco porque sabe que a instituição acredita na capacidade dos surdos. Segundo a coordenadora Sabine Vergamini, “Praticamente, metade dos nossos educadores são surdos e a outra metade são ouvintes fluentes em Libras. Os educadores surdos são a grande referência tanto para os alunos, como para as famílias para mostrar que o surdo é capaz de se desenvolver, de trabalhar e ter uma vida como qualquer outra pessoa”, completa.

A Koller estava presente no evento e forneceu a babá eletrônica e o relógio despertador vibratório.

 

 

Fotos: a primeira , berço com babá eletrônica com sinalizador luminoso que acende ao choro do bebê. A segunda , telefone para surdos (no criado) e relógios despertador vibratório.

 

Fotos: a primeira , a cozinha deverá ser projetada tendo em vista que a mãe deverá ter o bebê sempre à vista. Na sala, vídeo em Libras com história infantis.